Central de Atendimento
0800 609 1350

(Área do associado)
Lembrar senha

Diferenças entre gasolina comum e aditivada

Você chega no posto e o frentista pergunta quanto deseja colocar de gasolina e se é do tipo comum ou aditivada. De modo geral, as pessoas optam pela segunda, quando está no mesmo preço. Porém, será que realmente vale a pena? Quais são as diferenças desses modelos?

As características de cada um dos tipos são diferentes e servem para motores específicos. Abastecer sem conhecer o que é recomendado para o veículo pode causar problemas para o automóvel.

É por isso que neste artigo vamos explicar melhor esse assunto. Acompanhe!

 

Quais são as diferenças entre gasolina comum e aditivada?

Existem três modelos desse tipo de combustível no Brasil: comum, aditivada e premium. As duas primeiras são produzidas de maneira semelhante, mas a aditivada recebe aditivos dispersantes e detergentes.

A vantagem dessas substâncias é limpar todo o sistema de alimentação do veículo, inclusive bicos injetores, válvulas de admissão e motor. Por suas características, a aditivada é capaz de evitar o acúmulo de resíduos e entupimentos. A comum não tem essa capacidade.

Por outro lado, a octanagem de ambas é igual: pelo menos, 87. Esse termo se refere à resistência do combustível à pressão da câmara de combustão, que está localizada no motor. Em outras palavras, quanto maior for o número, maior é a possibilidade de trabalhar com altas taxas de compressão.

A premium é um modelo específico. Ela pode ser utilizada em veículos de pequeno porte e traz alguns benefícios, como menor impacto ambiental, melhor performance, baixa emissão de poluentes e redução do depósito de resíduos. Ela tem uma octanagem superior, de, no mínimo, 91.

 

Qual tipo de gasolina é mais recomendado para o veículo?

Para saber qual formato é mais indicado para o seu carro, é preciso consultar o manual do fabricante. De modo geral, a Agência Nacional do Petróleo (ANP) recomenda que a aditivada é mais indicada para o uso urbano, em que há situações de anda e para.

Para a utilização em rodovias, em que o automóvel anda a velocidades altas, a agência recomenda utilizar a comum, que apresenta melhor custo-benefício nessa situação. Contudo, é preciso observar a potência do motor do veículo.
Esse detalhe está especificado no manual e é importante porque determina o desempenho do carro obtido com a gasolina. Caso você abasteça com um combustível de octanagem mais baixa, deixará de ter aproveitamento total do motor.

Além disso, a comum oferece oxidação mais rápida, situação que cria acúmulo de resíduos no tanque do motor. Depois de certo tempo, o funcionamento das válvulas é prejudicado e, por consequência, o bom andamento do automóvel.

Por sua vez, a aditiva oferece menos chance de os problemas ocorrerem, porque os detergentes fazem a limpeza.

 

O que fazer se já utilizo a comum e quero escolher a aditivada?

Se o seu automóvel é abastecido com a gasolina comum, precisa aplicar aditivos para evitar o acúmulo de resíduos e impedir os problemas que surgem com o tempo. Você também pode fazer a troca do combustível para o aditivado.

Nesse caso, é preciso primeiro fazer a limpeza das partes internas do carro para impedir que bicos injetores e carburador entupam. Essa ação só é dispensada se o automóvel for flex, porque ele já está adaptado para essa alteração.

Ainda assim, vale a pena fazer uma mistura para realizar uma mudança gradativa. A troca da comum para a aditivada em 100% em um carro flex faz com que haja uma limpeza súbita e os resíduos podem seguir para pontos críticos. Nesses casos, entupimentos e mau funcionamento podem ocorrer.

O ideal é colocar 10% de aditivada e aumentar esse percentual a cada abastecimento até alcançar 100%. Perceba que, nessa situação, os aditivos perdem parte do efeito e, por isso, há uma mistura gradual.

Em suma, existem várias diferenças entre gasolina comum e aditivada. Você pode utilizar qualquer uma delas, mas é importante avaliar qual é a mais recomendada para o seu veículo e seguir as indicações que apresentamos neste artigo.

Agora que você sabe como escolher a melhor gasolina para o seu carro, confira 5 dicas para economizar combustível!

 

Acesse nossas redes sociais: Facebook, Instagram e LinkedIn.