Central de Atendimento
0800 609 1350

(Área do associado)
Lembrar senha

3 dicas para comprar uma moto nova

Ter uma moto nova é o sonho de muitos brasileiros. A sensação do vento batendo no corpo, a possibilidade de se deslocar rapidamente e a economia de combustível costumam ser fatores que contribuem para esse desejo.

Porém, é necessário que esse processo seja feito com consciência e atenção. Caso contrário, a compra pode ter um efeito diverso ao esperado. Em alguns casos, por exemplo, desequilibra seu orçamento financeiro. Em outros, o custo-benefício é pouco interessante.

Para ajudar na sua escolha, criamos este post que traz 3 dicas para escolher uma moto adequada e comprar a sua sem arrependimentos. Então, que tal conhecer as sugestões?

Confira!

 

1. Saiba qual será a finalidade de uso da moto nova

Pode ser que você queira uma moto para usar no dia a dia, mas também é possível que utilize o veículo somente nos finais de semana ou na estrada. Qualquer que seja o propósito, existe um modelo mais adequado.

Por exemplo: se você deseja se locomover todos os dias na cidade, o principal deve ser a economia e a agilidade. Nesse caso, as streets e scooters são boas alternativas, até mesmo porque chegam a um consumo de 40km/litro.

Por outro lado, se utilizar somente para lazer, é mais importante ter robustez, potência e capacidade de carga. Já as estradas de terra e trilhas requerem motos off road ou performance melhor, como os modelos esportivos.

 

2. Compare os preços à sua condição financeira

A compra de uma moto nova exige um desembolso significativo de valores. Portanto, faça todas as contas e verifique se cabem no seu orçamento.

Se estiver endividado, vale a pena pagar as dívidas primeiro, porque, além da moto, existem outros valores a pagar, como IPVA, DPVAT, Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV) etc.

Lembre-se ainda da manutenção, seguro e até da depreciação da moto — para esse último item, vale a pena consultar a tabela Fipe.

 

3. Confira o tamanho da moto nova

O veículo deve ser confortável. Por isso, verifique sua dimensão e veja se está adequada ao seu porte e à estrutura do corpo. Para ter uma ideia, o modelo PCX da Honda tem apenas 76cm de altura, enquanto a trail NXR 160, da mesma marca, tem 84cm. Essa diferença é suficiente para ter dificuldade de manter a moto em pé.

Ao analisar o tamanho, confira também sua finalidade, porque um aspecto interfere no outro. Avalie também sua capacidade de realizar curvas, frear e contornar obstáculos. Se você for muito alto, terá dificuldades com modelos mais baixos, ao ponto de ter sua segurança comprometida.

O inverso também acontece. Portanto, sempre avalie sua altura e a do veículo para ter certeza de que conseguirá pilotar adequadamente.

Perceba que essas 3 dicas são fundamentais para fazer uma boa escolha, mas há uma regra que vale para todos os casos: o seu gosto é prioritário. Por isso, nada impede que você compre uma moto maior para usar no dia a dia, desde que esteja disposto a pagar mais por isso, já que esses modelos tendem a consumir mais combustível.

Assim, fica claro que ter uma moto nova é a realização de um sonho — basta ter cuidado com os aspectos que apresentamos. Desse modo, você toma uma decisão consciente e embasada em seus gostos e necessidades.

O que achou dessas dicas para comprar uma moto nova? Compartilhe o conteúdo nas suas redes sociais e ajude outras pessoas a decidir o modelo mais adequado!