SOCORRO 24H 0800 601 4055

Área do associado
Lembrar senha

Óleo Para Carro: Qual o Melhor? Descubra!

Se você tem um carro, sabe que precisa cuidar de vários detalhes para evitar problemas. Várias dúvidas surgem nesse momento e uma delas é: como escolher o melhor tipo de óleo para carro?

Há 3 principais opções: sintético, semissintético e mineral. Cada um conta com suas próprias características e precisam ser bem avaliados para garantir que a escolha seja a mais acertada possível.

Por isso, neste post apresentaremos as principais dicas para garantir que você escolha a melhor alternativa existente. Assim, você mantém seu carro em dia e com o máximo desempenho.

Então, que tal saber mais? Acompanhe!

Quais São os Tipos de Óleo Para Carros?

São conhecidos como óleos lubrificantes ou de motor. Sua função é lubrificar as partes internas do motor e assegurar um atrito menor entre elas enquanto o propulsor funciona. Por isso, é fundamental fazer a troca dessa substância regularmente.

Nesse momento, o ideal é verificar a especificação indicada no manual. É desnecessário comprar a mesma marca, se estiver indicada. Porém, o tipo de óleo deve ser respeitado.

É aí que surgem os 3 modelos existentes, listados a seguir.

Óleo Mineral

É derivado do petróleo e passa por um processo de refinamento dos componentes. É o mais comum no mercado e tem menos viscosidade. Devido a essa característica, tolera menos as altas temperaturas.

Costuma funcionar bem em todos os carros nacionais. Seu preço é mais acessível, mas a durabilidade tende a ser menor.

Óleo Sintético

É desenvolvido em laboratório, que une as melhores partes de vegetal, mineral e animal para elaborar a substância com maior resistência térmica. Costuma ter maior durabilidade. Seu preço tende a ser mais elevado devido ao processo de fabricação e valor agregado maior.

Óleo Semissintético

Mistura os dois modelos anteriores, ou seja, a base sintética e a mineral. É um óleo mais indicado para motores que trabalham com elevadas rotações.

Uma de suas características principais é se prender às partes metálicas do motor quando ele fica desligado. Assim, assegura um atrito menor no momento da partida. Seu desempenho tende a ser intermediário.

Como Escolher o Melhor Momento Para o Carro Fazer a Troca de Óleo?

Essa é uma pergunta válida e que causa muita confusão. É comum ouvir pessoas perguntando: “com quantos km troco o óleo do motor?”. A resposta está no manual do veículo. Essa é a quilometragem mais indicada.

Existem também especificações gerais conforme o tipo de óleo usado. Por exemplo: que o mineral deve ser substituído a cada 5 mil km, o sintético entre 18 e 20 mil km e o semissintético a cada 8 mil km. Porém, essas recomendações são válidas quando você escolher o modelo sem considerar o manual.

Perceba que inexiste melhor ou pior. O que vale é o que está certo ou errado, isto é, o que vai de acordo ou contra o que o manual determina. Caso opte por escolher um óleo diferente, como o mineral em vez do sintético, a resistência térmica exigida pelo motor deixará de ser atingida.

O resultado é a diminuição do tempo de vida útil do óleo. Por isso, em vez de economizar, você acaba tendo que gastar mais por conta das trocas frequentes.

Além disso, é indicado trocar o filtro de óleo também, o que pode ser feito todas as vezes ou a cada duas trocas. Assim, você evita que as impurezas cheguem ao motor e se concentrem ali, o que causa falhas na lubrificação.

Em resumo, trocar o óleo para carro é fundamental e o ideal é seguir o manual. Você pode trocar a marca, mas precisa cumprir as especificações para evitar problemas.

Entendeu a importância desse assunto? Aproveite e veja 3 cuidados com a manutenção do carro que garantem sua segurança.